Fisioterapia é grande aliada na recuperação de pacientes com Covid-19

 

Após alta hospitalar, pacientes podem precisar de sessões por tempo indeterminado

 

Diante da grande amplitude de sintomas causados pelo novo coronavírus, alguns pacientes precisam de muita fisioterapia para recuperar funções prejudicadas pelo período em inatividade, pela perda de massa muscular ou por outras sequelas da doença. Os fisioterapeutas se dedicam a restabelecer essas atividades, tanto no ambiente hospitalar quanto ambulatorial ou mesmo domiciliar.

A fisioterapeuta e docente do Uniceplac Luana Vieira explica que mesmo após a alta hospitalar, a demanda por atendimento continua. “Muitos pacientes relatam um peso sob o tórax e cansaço aos mínimos esforços, sendo essencial prolongar as sessões de fisioterapia. Como cada pessoa responde diferentemente aos tratamentos. Ou seja, o tempo de fisioterapia ainda não pode ser fixo, já que os incômodos podem permanecer por longos períodos” conta.

A reabilitação é indicada para os pacientes que apresentaram alguma perda de funcionalidade, seja ela musculoesquelética ou cardiorrespiratória. Quando se trata da musculatura responsável pela contração e relaxamento na hora da locomoção, o quadro de rigidez é alarmante, sendo recomendado pelos profissionais a implementação de exercícios e procedimentos terapêuticos para fortalecimento. 

“Para pacientes que apresentam perda de funcionalidade cardiorrespiratória, a reabilitação se torna indispensável, uma vez que, na forma mais grave da Covid-19, podem apresentar a síndrome do desconforto respiratório agudo, tornando o papel dos fisioterapeutas essencial para a recuperação da capacidade pulmonar daqueles acometidos pela doença”, conclui a profissional.